CADEIRA 34

ACADÊMICOSQUADRO ACADÊMICO

José Nedel

José Nedel possui licenciatura em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1964), bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais (Direito) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1974), bacharelado em Letras Clássicas e em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Leopoldo (1962), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1999). É Juiz de Direito do RS e professor aposentado. Integrou o corpo docente do Plao de pós_graduação em Filosofia, Mestrado e Doutorado, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, até 2009. Tem experiência profissional na área de Filosofia e Direito, com ênfase em Teoria do Conhecimento, Ética, História da Filosofia, Introdução ao Direito e Filosofia do Direito. Ocupa-se atualmente na publicação de trabalhos filosóficos e literários. Dedica-se, especialmente, à poesia e à arte do soneto. 

Obras:

Filosofia e Direito:

Ética Aplicada - Pontos e Contrapontos

Ética, Direito e Justiça

Crítica da Razão Popular

Uma Teoria do Conhecimento

Maquiavel: Concepção Antropológica e ética

Ética e Discurso

Ensaios de Filosofia Prática

Filosofia 74 - Ética, Direito e Justiça

A teoria ético-política de John Rawls

Poesia:

Última Floresta (Sonetos)

A Vez do Verso (Sonetos)

Quadras em Metro

A Curvatura da Razão

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

PATRONOS

CADEIRA 22

Juvenal Octaviano Miller

(por Sérgio Augusto Pereira de Borja)

O Engenheiro Major Juvenal Octaviano Miller, patrono da Cadeira n° 22 da Academia Rio-Grandense de Letras, foi Deputado Estadual, Deputado Federal e Vice-Presidente do Estado do Rio Grande do Sul. Nascido em 13/10/1866 na cidade de Rio Grande em 1881 inscreveu-se como voluntário no 17° Batalhão. Em 1882 foi admitido no curso de Engenharia Militar estudando na Escola Militar do Rio Grande do Sul. Lutando pela República fundou o Jornal A DENUNCIA sendo que fazendo propaganda da Abolição e da República, em virtude de ter escrito carta em solidariedade...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo