ACADEMIAS DO RIO GRANDE DO SUL

A Academia Rio-Grandense de Letras, atenta ao seu papel institucional de congregar e incentivar as diversas academia de letras existentes em nosso Estado, tem buscado delas se aproximar e com elas estabelecer intercâmbio. A realização do 1º Congresso das Academias de Letras do RS (em 14/11/2015) e a constituição do Colégios dos Presidentes das Academias de Letras do RS são exemplos de iniciativas que visam a esse objetivo.

A seguir, as entidades congêneres do Estado com as quais a Academia Rio-Grandense de Letras mantém relações institucionais:

  • 1Academia Bageense de LetrasBagé
  • 2Academia Brigadiana de LetrasPorto Alegre
  • 3Academia Caxiense de LetrasCaxias do Sul
  • 4Academia Cruz-Altense de LetrasCruz Alta
  • 5Academia de Artes, Ciência e Letras Condorcet AranhaRestinga Seca
  • 6Academia de Artes, Ciências e Letras Castro AlvesPorto Alegre
  • 7Academia de Escritores do Litoral Norte 
  • 8Academia de Letras do Vale do Taquari 
  • 9Academia de Letras dos Municipios do RSPorto Alegre
  • 10Academia de Letras e Artes SepeenseSão Sepé
  • 11Academia Erechinense de LetrasErechim
  • 12Academia Internacional de Artes, Ciências e Letras
    ‘A Palavra do Século 21’
    Cruz Alta
     

  • 13Academia Literária do Vale do Rio dos Sinos 
  • 14Academia Literária Feminina do RS 
  • 16Academia Passo-Fundense de LetrasPasso Fundo
  • 17Academia Pelotense de LetrasPelotas
  • 18Academia Rio-Grandina de LetrasRio Grande
  • 19Academia Santa-Cruzense de LetrasSanta Cruz do Sul
  • 20Academia Santa-Mariense de LetrasSanta Maria
  • 21Academia Santanense de LetrasSantana do Livramento
  • 22Academia Santiaguense de Letras Santiago
  • 23Academia Santo-Angelense de LetrasSanto Ângelo
  • 24Academia Soledadense de LetrasSoledade
  • 25Academia Sul-Brasileira de LetrasPelotas
  • 26Academia Uruguaianense de LetrasUruguaiana

Academia Rio-grandense de Letras

Unimed RS

PATRONOS

CADEIRA 5

Bernardo Taveira Júnior

(por Amir Feijó Pereira)

Bernardo Taveira Júnior nasceu em Rio Grande a 5 de julho de 1836 e faleceu na cidade de Pelotas aos 19 de setembro de 1892. Completou os preparatórios em São Paulo para onde se transferiu com o objetivo de ingressar na Faculdade de Direito; faltando-lhe recursos, voltou para a província. Durante toda sua vida exerceu o magistério, chegando a fundar uma escola em São Gabriel, onde viveu por quatro anos. Após, regressou a Pelotas para continuar exercendo a mesma profissão até seus últimos dias.

Em Pelotas exerceu o magistério...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo