CADEIRA 9

ACADÊMICOSQUADRO ACADÊMICO

Franklin Marcantonio Cunha

Franklin Marcantonio Cunha é médico, formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Publicou cerca de cinquenta trabalhos científicos em sua especialidade (ginecologia e obstetrícia).

É membro da diretoria do movimento de defesa da vida do Rio Grande do Sul, tendo participado de inúmeros debates nos meios de comunicação de todo o país.

Membro da Academia Rio-Grandense de Letras (Cadeira 9), cuja posse solene foi realizada em presença do Secretário da Cultura do Rio Grande do Sul, Sr. Luís Antônio de Assis Brasil, o qual representava o Sr. Governador do Estado, e na presença de uma audiência de mais de cem pessoas, entre secretários do estado e do município, além de vários magistrados (Jaime Piterman, Judith Motecy, Nério Lett, entre outros) e de  muitos acadêmicos, colegas e amigos de várias partes do estado. O discurso de recepção foi pronunciado pelo acadêmico, médico e renomado escritor Prof. Dr. José Eduardo Degrazia, que elaborou alentada e pormenorizada biografia do acadêmico a ser empossado naquela memorável noite de 17 de julho de 2013.

Membro do Conselho Estadual de Cultura (segunda gestão), indicado pelo Sr. Governador Tarso Genro e empossado pelo Sr. Secretário da Cultura, Luís Antônio de Assis Brasil.

Tem cinco livros publicados no gênero de ensaios:

  • Deusas, bruxas e parteiras, 1995, Editora Livraria do Advogado, Porto Alegre.
  • A lei primordial e outros ensaios, 2005, Editora AGE, Porto Alegre, e que ganhou o Prêmio Livro do Ano, 2005, da Associação Gaúcha de Escritores.
  • A raiz da esperança: ensaios, crônicas, histórias, Editora AGE, 2010, Porto Alegre.
  • Uma arquiduquesa imperial entre nós, Editora Pradense, 2013.
  • Ensaios contemporâneos, Editora AGE, 2014.

Organizou e colaborou com os colegas Blau Souza, Fernando Neubarth e José Eduardo Degrazia, nas sete edições sucessivas da série Médicos (pr)escrevem: contos, ensaios, histórias (Amrigs, Sulina e outras editoras), publicada entre 1995 e 2002.

Tem várias colaborações para a série Nós, os gaúchos, da Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Escreveu um longo e bem elaborado ensaio sobre o escritor franco-argentino Paul Grossac, o qual foi editado em forma de CD pela Faculdade de Filosofia e Letras da UFRGS, tendo por organizadora a professora Zilá Bernd, em 1996.

Teve mais de 60 textos publicados no jornal Zero Hora, na revista do Instituto Estadual do Livro, nos jornais O Sul, Diário Catarinense, Jornal do Brasil, Jornal MenteCorpo e outras publicações gaúchas, nacionais e até mesmo internacionais, como a revista Humanidades, cultura e cidadania, editada em Lisboa por José Luís Gil e de cujo conselho editorial também faz parte.

É editor do jornal MenteCorpo, cujo editor-chefe é o psicanalista Dr. João Gomes Mariante.

É ex-editor chefe da revista da Associação Médica do Rio Grande do Sul, da Revista Femina do Rio de Janeiro e da revista científica do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, de Porto Alegre, onde trabalhou por 25 anos.

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

Unimed RS

PATRONOS

CADEIRA 33

César de Castro

João César de Castro nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em 8 de fevereiro de 1884, filho de Antônio Geresino de castro e Henriqueta Lindner de Castro. Estudou na Escola Preparatória de Rio Pardo em 1899, na Escola Militar do Realengo no Rio de Janeiro, sendo desligado da mesma em 1904 por má conduta. Concluiu em 1908 na Escola de Guerra de Porto Alegre o curso militar. No curso do Estado Maior do Exército, obteve o grau de engenheiro geógrafo, cursando em seguida aperfeiçoamento no Exército. Em 1925, formou-se médico pela Faculdade...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo