JAIME

ACADÊMICOSQUADRO DE EMÉRITOS

Jaime Vaz Brasil

Jaime Vaz Brasil, nascido em Bagé em 1962, é psiquiatra e escritor. Faz parte da geração de artistas surgida nos festivais de música do interior gaúcho na década de 80. Possui diversos livros publicados, destacando-se Punhais do Minuano (1991), Caderno dos Espelhos (1993), Os Olhos de Borges (1997), Livro dos Amores (1999), Inventário de Cronos (2002), Pandorga da Lua (2006) e Clave de Sombra (2014). Recebeu vários prêmios literários e em festivais de música (entre eles, o Prêmio Açorianos de Literatura e o Prêmio Felippe d'Oliveira). Alguns dos seus poemas foram musicados, e há dois livros com os poemas em CD: Os Olhos de Borges, musicado por vários compositores, e Pandorga da Lua, musicado por Ricardo Freire. 

Prêmios:

• Indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura, por "Os Olhos de Borges"

• Indicado e vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura, por "Livro dos Amores" 

• Indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura, por "Inventário de Cronos" 

• Indicado e vencedor do Prêmio Açorianos de Melhor Composição para Teatro, em parceria com Flávio Vaz Brasil 

• Vencedor do Prêmio Paulo Sérgio Gusmão, com o poema "O Amor Intestino", integrante do "Livro dos Amores" 

• Vencedor do Concurso Literário Felippe d'Oliveira, com o poema "A Primeira Morte" 

• Vencedor, por três edições, do Prêmio Melhor Letra (Troféu Apparício Silva Rillo), da Califórnia da Canção 

• Cerca de 20 premiações como melhor letrista em outros festivais, com destaque para a Moenda da Canção

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

Unimed RS

PATRONOS

CADEIRA 11

Pe. Carlos Teschauer SJ

(por Luís Alberto Cibils)

Cientista de projeção internacional, cujos, trabalhos também são estudados em Universidades. Esse nome patronímico surgiu na Antiga Academia Sul-Rio-Grandense de Letras, sendo então ocupante Tiago Mateus Würsth, nascido na Alemanha, o qual depois de ter se destacado entre nós como educador, veio a falecer em 1979. Com a unificação das Academias em 1914, a cadeira conservou-se com o mesmo patrono, número e titular.

Foi seu sucessor Antônio Carlos Machado, nascido a 27.12.1916, em Santiago. Formou-se em Direito, como...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo