JAIME

ACADÊMICOSQUADRO DE EMÉRITOS

Jaime Vaz Brasil

Jaime Vaz Brasil, nascido em Bagé em 1962, é psiquiatra e escritor. Faz parte da geração de artistas surgida nos festivais de música do interior gaúcho na década de 80. Possui diversos livros publicados, destacando-se Punhais do Minuano (1991), Caderno dos Espelhos (1993), Os Olhos de Borges (1997), Livro dos Amores (1999), Inventário de Cronos (2002), Pandorga da Lua (2006) e Clave de Sombra (2014). Recebeu vários prêmios literários e em festivais de música (entre eles, o Prêmio Açorianos de Literatura e o Prêmio Felippe d'Oliveira). Alguns dos seus poemas foram musicados, e há dois livros com os poemas em CD: Os Olhos de Borges, musicado por vários compositores, e Pandorga da Lua, musicado por Ricardo Freire. 

Prêmios:

• Indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura, por "Os Olhos de Borges"

• Indicado e vencedor do Prêmio Açorianos de Literatura, por "Livro dos Amores" 

• Indicado ao Prêmio Açorianos de Literatura, por "Inventário de Cronos" 

• Indicado e vencedor do Prêmio Açorianos de Melhor Composição para Teatro, em parceria com Flávio Vaz Brasil 

• Vencedor do Prêmio Paulo Sérgio Gusmão, com o poema "O Amor Intestino", integrante do "Livro dos Amores" 

• Vencedor do Concurso Literário Felippe d'Oliveira, com o poema "A Primeira Morte" 

• Vencedor, por três edições, do Prêmio Melhor Letra (Troféu Apparício Silva Rillo), da Califórnia da Canção 

• Cerca de 20 premiações como melhor letrista em outros festivais, com destaque para a Moenda da Canção

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

Unimed RS

PATRONOS

CADEIRA 31

Paulino Azurenha

(por Itálico Marcon)

Desde cedo me preocupei em adquirir um conhecimento pormenorizado da nossa literatura. Demoradas pesquisas foram desenvolvidas, já desde 1954, nesse sentido. Em uma delas, realizada na coleção do Correio do Povo, existente na Biblioteca Pública de Porto Alegre, localizei diversas produções de Paulino de Azurenha, copiando meia dúzia delas para o meu arquivo.

Nascido em 28 de maio de 1860, na cidade de Porto Alegre, José Paulino de Azurenha faleceu,...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo