NOTÍCIAS

ARL visita Academia Santa-Cruzense de Letras

05 de agosto de 2018

Neste sábado, 04/08/2018, esteve na cidade de Santa Criz do Sul (RS) uma comitiva da Academia Rio-Grandense de Letras, vinda de Porto Alegre e liderada por seu presidente, o escritor José Carlos Rolhano Laitano para, entre outras coisas – que incluíram um almoço festivo –, conhecer os trabalhos em favor da literatura realizados no município.

Junto com Laitano, integraram a comitiva os escritores Airton Ortiz (que é natural de Rio Pardo), Élvio Vargas e Ruben Daniel Méndez Castiglioni.  

Participou também do encontro o presidente da Academia Centro-Serra de Letras (Sobradinho), o poeta César Brixner.

Segundo Romar Beling, tem chamado a atenção das outras academias o fato de a Academia Santa-Cruzense de Letras ser a da primeira cidade a ter oficializada por lei – do então vereador Nasário Bohnen, sancionada pelo prefeito Telmo Kirst – uma entidade desse gênero. 

A Academia de Letras de Santa Cruz do Sul reúne atualmente 16 acadêmicos, com encontros quinzenais de planejamento de atividades e encaminhamento da formalização. 

A Academia de Letras de Santa Cruz do Sul também está empenhada na organização de uma exposição que homenageia a escritora santa-cruzense Lya Luft pela passagem dos seus 80 anos. Será na Casa das Artes Regina Simonis, em parceria com a Associação Pró-Cultura. A mostra reunirá desde objetos pessoais até quadros pintados pela própria escritora. Será inaugurada em 13 de setembro, dois dias antes do níver.

(Com informações do periódico Gazeta do Sul.)

 

arlarlarlarlarlarlarlarl

Academia Rio-grandense de Letras

Unimed RS

PATRONOS

CADEIRA 12

Francisco Lobo da Costa

Francisco Lobo da Costa nasceu em Pelotas, Rio Grande do Sul, em 18 de julho de 1853, sendo filho de Antônio Cardoso da Costa e Jacinta Júlia Lobo Rodrigues. Fez o curso de alfabetização na Biblioteca Pelotense. Foi, em Pelotas, auxiliar de escritório em 1867 e praticou telegrafia em 1870.

Destacou-se como redator de O Comércio em 1870 e fundador c diretor da revista Castália, no mesmo ano. Foi ainda redator do Eco do Sul, de 1872 a 1873, de O Investigador em 1873, do Jornal do Comércio de Pelotas em 1876, do 11 de junho, em...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo