TEXTOSARTIGOS

Corona Vírus e Gripe Espanhola de 1918: história que se repete - Waldomiro Manfroi
24 de março de 2020

Em 1918 - Influenza Espanhola, em Porto Alegre. Excerto do romance A Saúde dos Ventos 2, PÁGINAS: 152-174 Editora BesouroBox, Porto Alegre, 2017. Waldomiro Manfroi A literatura registra paisagem, épocas, alimentação,...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo

Erro Epistêmico - José Nedel
10 de dezembro de 2019

O princípio da presunção de inocência inscrito no art. 5º, inc. LVII, da Constituição Federal preceitua: “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

PATRONOS

CADEIRA 36

Lindolfo Collor

Lindolfo Collor nasceu em S. Leopoldo, em 4.2.1890 e faleceu no Rio de Janeiro, em 21.10.1942. Era filho de João Boeckel e de Leopoldina Schreiner Boeckel. Sua mãe enviuvou e contraiu novas núpcias. Lindolfo adotou o sobrenome Collor do padrasto.

Lindolfo Collor estudou o primário na Barra do Ribeiro, RS, e o secundário na escola do professor Emílio Meyer, em Porto Alegre. Diplomou-se em Farmácia, em Porto Alegre e na Academia de Altos Estudos Sociais e Econômicos do Rio de Janeiro, em 1922

Em 1908 trabalhou como jornalista em Bagé e depois dirigiu o Correio...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo