Amir Feijó Pereira nasceu em Bagé, RS, em 13/12/1939. Viveu a maior parte da sua vida em Porto Alegre. Foi Licenciado em Letras pela Faculdade Poro-Alegrense de Educação, Ciências e Letras (FAPA). Pós-graduado com especialização em Administração Pública pela FDRH/PUCRS. Lato sensu em Literatura brasileira e Literatura Infanto-Juvenil pela PUCRS. Aposentou-se como servidor público estadual no cargo de Assessor Administrativo na Secretaria da Saúde e Meio Ambiente. Também atuou como professor de Português e Literatura de Língua Portuguesa nos ensinos médio e superior.

Foi membro da Casa do Poeta Rio-Grandense, de Porto Alegre, RS; da nova Sociedade Partenon Literário, de Porto Alegre, RS; da Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves, de Porto Alegre, RS, na qual ocupou a Cadeira nº 18, cujo Patrono é Walmir Ayala. Foi sócio da Associação Lígia Averbuck, mantenedora do Instituto Estadual do Livro.

Além de diversos livros individuais, publicou também em mais de trinta antologias e coletâneas, tendo recebido dezenas de premiações em todo o Brasil, destacando-se a classificação no Concurso Poemas no Ônibus (da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, 1998); a Medalha do Mérito Presidente Juscelino Kubitschek (outorgada pela Revista Brasília, 2002); e a Medalha do Mérito Acadêmico (outorgada pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias, 2004).  

Tomou posse na Academia Rio-Grandense de Letras em 2006, na Cadeira nº 5, sucedendo a Luiz Carlos Barbosa Lessa, ocasião em que foi saudado pelo acadêmico Elvo Clemente. Faleceu em Porto Alegre, em 17/06/2013.

 

Obras destacadas:

 

Lírica poética, poesia. Porto Alegre: Sulina, 1969.

A palavra tecida, poesia. Porto Alegre: Movimento, 1970.

Cúmplice medida, poesia. Porto Alegre: Movimento, 1971.

A mensagem e o tempo, poesia. Porto Alegre:Particular Ltda., 1975.

Fio da meada, contos. Porto Alegre: Alcance, 1996.

Espanto/adverso, poesia. Porto Alegre: Orvalho-Andaluz, 1997.

Poemas de amor e pranto, poesia. Porto Alegre: AGE, 1997.

O que não é parece, poesia infantil. Porto Alegre: Alcance, 1999.

Sanduíche de poesia, poesia infantil. Porto Alegre: AGE, 2000.

O barato é brincar, poesia infantil. Porto Alegre: AGE, 2001.

A cara alegre da natureza, poesia infantil. Porto Alegre: AGE, 2002.

Canção da sedução, poesia infanto-juvenil. Porto Alegre: AGE, 2003.

O sonho da raposa, conto infantil. Porto Alegre: AGE, 2004.