Academia cria prêmio literário anual

A Academia Rio-grandense de Letras (ARL) lança, dia 22 de junho, concurso literário que contempla três categorias: escritor do ano, melhor livro de poesia e melhor tese ou dissertação sobre literatura gaúcha. O PRÊMIO ACADEMIA RIO-GRANDENSE DE LETRAS, que será conferido anualmente, tem como objetivo destacar autores gaúchos que tenham obra consistente e de qualidade no cenário nacional, assim como promover a crítica literária sobre a literatura gaúcha e a poesia.
 
As inscrições podem ser feitas de 1º de julho a 31 de agosto, e os finalistas serão conhecidos dia 9 de novembro. A cerimônia de premiação será dia 1º de dezembro, data da fundação da Academia no ano de 1901.
 
"A criação do prêmio da ARL incentivará não apenas a produção literária no RS, como também o fomento à crítica sobre livros e autores gaúchos, além de, a cada ano, homenagear a obra de um autor nosso. Reconhecer e premiar o talento daqueles que fazem a literatura rio-grandense é fundamental e necessário. Sempre.", afirma o escritor Caio Riter, coordenador do prêmio.
 
Para o Escritor do Ano será concedido o Troféu Academia Rio-Grandense de Letras a um autor do Estado que tenha obra relevante, independente de gênero literário. Uma comissão de três acadêmicos escolhida pela Academia vai indicar o nome de três finalistas. O vencedor será determinado pelos demais membros por meio de voto secreto.
 
O melhor livro de poesia publicado nos anos de 2015 e 2016, em primeira edição, receberá o Troféu Alceu Wamosy. E para a melhor tese ou dissertação sobre literatura gaúcha em nível de mestrado ou de doutorado, que tenha como tema a obra de um autor sul-rio-grandense ou um texto literário escrito por autor do Estado (que tenha sido defendida nos anos de 2015 e 2016 em qualquer instituição de ensino superior), será entregue o Troféu Dyonélio Machado. Por indicação da Diretoria da ARL, um júri técnico de, no mínimo, três pessoas de notável conhecimento técnico-literário, vai escolher três finalistas e o vencedor da melhor tese e do melhor livro de poesia.
 
Os nomes dos prêmios homenageiam os escritores gaúchos Alceu Wamosy, jornalista e poeta simbolista, patrono da Cadeira 40 da Academia, e o modernista Dyonélio Machado, ficcionista e ensaísta, autor de "Os ratos" e "O louco do Cati", que ocupou a Cadeira 38 de 1979 a 1985.
 
O artista visual Lucas Strey é o autor do troféu, feito de metal e pedra. Lucas Strey possui graduação em Artes Visuais com ênfase em escultura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010). Reside e trabalha em Porto Alegre, onde atua na empresa "Atelier Strey - arte e design" como diretor de arte, artista visual e professor de escultura. Entre outros projetos, desenvolve um trabalho de palestras performáticas em escolas, universidades e eventos literários abordando o tema da literatura na canção.
 
A inscrição aos troféus Alceu Wamosy e Dyonélio Machado deve ser realizada pelo autor ou por alguém que o represente, e exclusivamente pelo Correio, enviada para a sede da Academia (Rua dos Andradas, 1234, conj. 1002 - CEP 90020-008 - Porto Alegre - RS).
 
O regulamento do Prêmio poderá ser acessado no site da ARL http://www.arl.org.br
 
Mais informações podem ser obtidas por meio dos e-mails: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..
 
 
Serviço:
 
Lançamento: 22 de junho de 2017
Inscrições: 1º de julho a 31 de agosto de 2017
Divulgação dos finalistas: 9 de novembro de 2017
Noite de premiação: 1º de dezembro de 2017
Regulamento: http://www.arl.org.br
Informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.