NOTÍCIAS

Eleições na ARL: Aberto período para inscrição de candidatos à Cadeira 24

11 de maio de 2022

EDITAL DE ABERTURA DO PERÍODO PARA INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS À CADEIRA 24

Em atendimento ao Art.4 do Regimento da Academia Rio-Grandense de Letras, Rafael Bán Jacobsen, Presidente do sodalício, publica o presente edital de abertura do período para inscrição de candidatos à Cadeira 24 da Academia. A Cadeira 24 tem por Patrono o poeta Zeferino Brasil.

São requisitos para a inscrição:

  1. Nascer no Rio Grande do Sul ou residir no Estado há dez anos, no mínimo.
  2. Idoneidade moral e conduta social e associativa ilibadas.
  3. Notabilizar-se por sua obra intelectual.
  4. Disponibilidade de tempo e saúde para participar das atividades da Academia.
  5. Conhecer o Estatuto (disponível AQUI) e o Regimento Interno da Academia (disponível AQUI).
  6. Apresentar pedido de ingresso, indicando dados da sua identidade: nome completo, filiação, data de nascimento, profissão, endereço, telefone e e-mail ou similar, além de curriculum vitae, relação dos seus títulos e lista das suas obras publicadas, com respectivas resenhas.

No tocante ao requisito 5, é de particular importância que o candidato conheça os deveres do acadêmico, estabelecidos no Art.10 do Estatuto.

No tocante ao requisito 6, cumpre destacar que o pedido de ingresso deve ser encaminhado por carta remetida ao endereço da Academia Rio-Grandense de Letras (Rua dos Andradas 1234 / 1002, CEP 90020-008, Porto Alegre - RS). A carta pode ser enviada pelo correio ou entregue na portaria do prédio da sede da Academia. Na carta, além dos dados acima especificados, o candidato deve manifestar claramente seu desejo de concorrer à eleição para a Cadeira 24 e declarar conhecimento do Estatuto e do Regimento da Academia Rio-Grandense de Letras. 

O prazo de inscrição encerra no dia 09 de junho de 2022. 

Academia Rio-grandense de Letras

PATRONOS

CADEIRA 36

Lindolfo Collor

Lindolfo Collor nasceu em S. Leopoldo, em 4.2.1890 e faleceu no Rio de Janeiro, em 21.10.1942. Era filho de João Boeckel e de Leopoldina Schreiner Boeckel. Sua mãe enviuvou e contraiu novas núpcias. Lindolfo adotou o sobrenome Collor do padrasto.

Lindolfo Collor estudou o primário na Barra do Ribeiro, RS, e o secundário na escola do professor Emílio Meyer, em Porto Alegre. Diplomou-se em Farmácia, em Porto Alegre e na Academia de Altos Estudos Sociais e Econômicos do Rio de Janeiro, em 1922

Em 1908 trabalhou como jornalista em Bagé e depois dirigiu o Correio...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo