CADEIRA 35

ACADÊMICOSQUADRO ACADÊMICO

Roque Callage

Roque Oliveira Callage nasceu em Santa Maria, Rio Grande do Sul em 15 de março de 1888, filho de Luís Callage e Maria Oliveira Callage. Estudou apenas o primário cm sua cidade natal. Foi de 1902 a 1907 caixeiro da cooperativa da VFGRS de Santa Maria. Foi, ainda, professor particular em Santa Maria no ano de 1907.

No jornalismo, redigiu O Combatente, O Estado e fundou e diri-giu as revistas O Boêmio, em 1911, e O Estudante, em Santa Maria, lim São Gabriel foi funcionário da Intendência Municipal, diretor do Diário da Tarde de 1914 a 1916, de A Tribuna, em 1918, redator de O Bico da Chaleira e O Comércio.

No Rio de Janeiro atuou como funcionário da Biblioteca Nacional e em Porto Alegre foi redator do Correio do Povo até 1925 e do Diário de Noticias de 1925 a 1931. Regionalista, cronista e contista, Roque Callage pertenceu ao Instituto Histórico e Geográfico do Rio (irande do Sul (IHGRS). Faleceu em Porto Alegre no dia 23 de maio de 1931.

Dados pesquisados em:
MARTINS, Ari. Dicionário Escritores do Rio Grande do Sul. orto Alegre: UFRGS, 1978.

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

PATRONOS

CADEIRA 9

Ramiz Galvão

Ramiz Galvão: professor, filósofo e cirurgião 

(por Frei Rovílio Costa)

Benjamin Franklin Ramiz Galvão, Barão de Ramiz, médico, professor, fílólogo, biógrafo e orador, nasceu em Rio Pardo, RS, em 16-6-1846, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 9-3-1938. Foi eleito a 12-4-1928 para a Cadeira n. 32, da Academia Brasileira de Letras, sucedendo a Carlos de Laet. Foi recebido a 23-6-1928, pelo acadêmico Fernando Magalhães. É patrono da Cadeira n. 9 da Academia Riograndense de Letras.

Filho de João Galvão e de Maria...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo