ALTINO

ACADÊMICOSQUADRO DE EMÉRITOS

Altino Berthier Brasil

- Coronel da Reserva do Exército, arma de Infantaria, pertencente ao Quadro do Magistério Militar.

- Secretário-Adjunto da Secretaria do Meio Ambiente da Presidência da República -Brasília-1990. - Subsecretário de Estado do Amazonas, em duas pastas.

- Ordem do Rio Branco, do Itarmaraty (grau de Comendador). 

- Medalhas Marechal Trompowski e de relevantes serviços ao Exército Brasileiro 

- Membro de Comissão nomeada pela Universidade Federal do Amazonas para estudo das línguas indígenas da Amazônia Brasileira. 

- Membro do grupo de estudos do "Projeto Rio Negro", destinado a prover o déficit energético de Manaus, através de processo não convenciona!. 

- Professor da Escola Preparatória de Cadetes, do Colégio Militar de Porto Alegre e do Colégio Militar de Manaus, do qual foi fundador. 

- Administrador de Empresa. 

- Colaborador da EMBRAPA Monitoramento por Satélite, de Campinas-SP. 

- Diploma de Honra ao Mérito do INPA - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, por sua dedicação ao desenvolvimento científico da área Pan-Amazônica 

- Membro do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas 

- Membro Honorário do Instituto Histórico e Geográfico do RS. 

- Membro da Academia Rio-Grandense de Letras. 

- Membro da União Brasileira de Escritores - UBE/RS e AM. 

- Titulo de MARUPIARA, (que na dignidade indígena corresponde ao de cidadão da Amazônia), outorgado pela colônia amazônída de São Paulo. 

- Desceu os rios Napo-Solimões e Amazonas, partindo de Quito (Equador), reconstituindo a façanha de Francisco de Orellana da descoberta do Río-Mar, em 12 de fevereiro de 1542. 

- Reconstituiu a viagem de Pedro Teixeira, realizada em 1637, subindo o Amazonas, desde Cametá/PA, até a capela de N.S. de Guápulo, nas proximidades de Quito. 

- Fundador e ex-Presidente da SAMBRAS/RS - Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira, congregando no RS, ex-rondonistas e estudiosos da problemática amazônica. 

- Mais de 10 anos de experiência na Amazônia Brasileira, com viagens de estudos aos países limítrofes. 

- Conferencista e colaborador de vários órgãos de comunicação, tanto no Brasil, como do exterior. 

- Oito livros publicados sobre assuntos amazônicos.

continue lendoVOLTARcontinue lendo

Academia Rio-grandense de Letras

PATRONOS

CADEIRA 9

Ramiz Galvão

Ramiz Galvão: professor, filósofo e cirurgião 

(por Frei Rovílio Costa)

Benjamin Franklin Ramiz Galvão, Barão de Ramiz, médico, professor, fílólogo, biógrafo e orador, nasceu em Rio Pardo, RS, em 16-6-1846, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 9-3-1938. Foi eleito a 12-4-1928 para a Cadeira n. 32, da Academia Brasileira de Letras, sucedendo a Carlos de Laet. Foi recebido a 23-6-1928, pelo acadêmico Fernando Magalhães. É patrono da Cadeira n. 9 da Academia Riograndense de Letras.

Filho de João Galvão e de Maria...

continue lendoCONTINUE LENDOcontinue lendo