Patrono da Cadeira 23

(por Zélia Helena Dendena Sampaio)

 Francisco Antônio Vieira Caldas Júnior nasceu em Porteiras, município de Vilas Nora, Sergipe, em 13 de dezembro de 1868, filho de Francisco Antônio Vieira Caldas e Maria Emília Wanderlei Caldas. O primário foi feito em casa com o auxí lio dos professores particulares Antônio Lago e Guilhermina Lima em Santo Antônio da Patrulha, Rio Grande do Sul, para onde a su família se mudou em 1872.

Concluiu o secundário em Porto Alegre no Colégio São Pedro em 1883. Foi de 1885 a 1888 revisor e noticiarista do jornal A Reforma de Porto Alegre. Em 1888 assumiu a direção do mesmo, de onde saiu só em 1891, ano em que assumiu a função de redator-chefe do Jornal do Comércio.

Em 1895 deixou o cargo de redator-chefe do Jornal do Comércio e fundou o jornal Correio do Povo, sendo diretor do mesmo até falecer. Jornalista de grande valor, Caldas Júnior pertenceu à Academia Rio-Grandense de Letras, primeira fase. Utilizou o pseudônimo de Tenório.

Foi casado com uma filha de Aquiles Porto Alegre até 1905, data em que a mesma faleceu. Teve três filhos: Fernando Caldas, do primeiro casamento, Breno Caldas e Ruth Caldas, estas dois do segundo casamento.

     Dados pesquisados em: MARTINS, Ari. Dicionário Escritores do Rio Grande do Sul Porto Alegre: UFRGS, 1978.